quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Pão de Azeitona

Quem é que não gosta daquele pão bem quentinho saindo do forno no qual você pode passar uma manteiga e vê-la derretendo?
Ah, fala a verdade! É difícil quem não goste!
Então para que você não fique mais somente na vontade, vou te contar a receita incrível que descobri. Incrível no sabor e incrível da facilidade do preparo. Depois que fiz pela primeira vez, não comprei mais pão aqui em casa. Agora somente pão fresco e feito pelas minhas mãozinhas.

Eu recomendo que você faça aí na sua casa e tire suas próprias conclusões, mas acredito que vai ser difícil não passar pela sua cabeça "porque não fiz pão caseiro antes?!".


Ingredientes
2 xícaras de trigo, aproximadamente
1 colher de sopa de fermento biológico seco
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal
1 colher de manteiga
1 colher de azeite
1 xícara de água morna
1 xícara de azeitonas picadas
1 gema

Em uma tigela adicione todos os ingredientes, exceto as azeitonas e a gema, misture bem com uma colher até que forme uma massa grudenta e não uniforme. Neste momento você tem duas opções, ir adicionando farinha e sovando com as mãos ou caso possua uma batedeira com esta função, coloca-la para trabalhar até que se tenha uma massa lisa e uniforme. Depois adicione as azeitonas e uniformize novamente.
Este tempo é bem rápido, pois não podemos ficar sovando muito para que o pão não fique pesado, por conta do glúten, ok?

Bom, feito isso, unte uma forma , que pode ser uma forma de bolo inglês se você tiver ou outra própria para pão, com manteiga e farinha. Faça uma bola com a massa, coloque nessa forma e cubra com dois panos de prato. Tem que ficar bem embalado que é para que a massa aqueça e cresça.
Deixe descansar de 40 minutos a 1 hora. Esse tempo varia de acordo com o clima do dia. Em dias mais frios demora mais, em dias mais quentes o processo é mais rápido.
Minha dica é que se estiver muito frio, você ligue o forno e coloque a forma com a massa em uma mesa próxima ao forno, isso ajudará no processo.

Depois da massa ter dobrado de volume e com o forno pré aquecido a 180º, pincele a massa com uma gema batida e leve para assar até que o pão esteja dourado... e aí você já sabe...manteiga, requeijão e até mesmo um azeite para acompanhar.

Bom apetite!!

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Curitiba, Para Quem Já Viu e Para Quem Quer Ver de Novo

E continuando a minha saga de viagens, que de minha parte poderiam nunca acabar, vou falar de Curitiba.

Cidade, linda, limpa, organizada e de um silêncio que de tanta paz que trazia acabou tirando a minha paz...kkkk. E não estou exagerando não, confesso! Me senti um pouco deslocada em tanto silêncio e pessoas de falar suave. Mas a cidade é bem planejada e vale cada instante passado nela.

Jardim Botânico - Visto com Calma
Primeiramente vou falar sobre o Hostel no qual me hospedei, Expresso Curitiba. Lugar excelentemente bem localizado (próximo ao Shopping Mueller, Passeio Público, Teatro Guaíra, Feira do Largo da Ordem, e Praça Tiradentes), organizado, com boas acomodações a um preço justo, de ótimo atendimento e de muito, mas muito mesmo, boa comida.
Diria que o diferencial deste Hostel está no aproveitamento do local, que por ser um sobrado fez da parte superior um local de hospedagem e na parte inferior uma doceria/creperia, o que facilita muito a vida quando se chega de viagem morrendo de fome. Todos os pratos que experimentei foram maravilhosos, desde o crepe de vina, salsicha para nós paulistanos, até o almoço ao qual me deliciei no dia da partida.

Expresso Curitiba


Crepe de Vina - Expresso Curitiba

Caldinho de Feijão - Expresso Curitiba

Torta Dueto - Expresso Curitiba

Bolo de Morango - Expresso Curitiba
Então, se você for passar alguns dias em Curitiba e gostar deste estilo de hospedagem compartilhada, recomendo que fique no Expresso Curitiba, e estando afim de conhecer a noite Curitibana não deixe de falar com o Gabriel. Rapaz de sorriso simpático e acolhedor, vai te dar dicas legais e se rolar ainda te leva para um passeio noturno. Vai por mim, vale a pena!

Agora vamos aos passeios. Curitiba possui cerca de trinta pontos turísticos, mas só alguns valem realmente a pena uma parada para visitação. Todo o percurso pode ser feito pelo ônibus da Linha Turismo num percurso de 46km que se cumprem em cerca de duas horas e meia, sem considerar as paradas que você escolher fazer. Os ônibus passam de trinta em trinta minutos em cada parada e custa R$35,00 com direito a quatro descidas em pontos de atração da sua escolha. Agora o alerta é: não funciona as segundas-feiras, melhor programar sua viagem para os demais dias da semana.

Eu já conhecia Curitiba mas os pontos turísticos escolhidos foram quase os mesmos de alguns anos atras. A exceção foi Santa Felicidade, bairro gastronômico onde fica o famoso restaurante Madalosso, que não puder visitar em minha primeira turistada pela cidade. Os outros pontos que pedem parada obrigatória com toda certeza são o Jardim Botânico, Museu Oscar Niemeyer, Ópera de Arame, Parque Tanguá, Bosque do Alemão e Torre Panorâmica.

Museu Oscar Niemeyer - Museu do Olho

Opera de Arame

Parque Tanguá

Minha recomendação é de que faça esse percurso com calma e sem correria, afinal o ônibus passa a cada trinta minutos, não tenha pressa.
Se começar o seu trajeto pela manhã partindo da Praça Tiradentes, que é ponto inicial e fica próximo ao Expresso Curitiba, poderá primeiro conhecer o Jardim Botânico e  por volta do horário do almoço estará no Museu Oscar Niemeyer. Recomendo que almoce no Barolho Bar & Petiscaria que fica em frente ao museu. A refeição é boa, muito farta e de baixo custo, cerca de R$18,00. Você ficará alimentado pelo resto do dia.
A entrada no Museu sai por R$9,00 (inteira) e mesmo que você não seja um apreciador de artes como eu, vale a pena entrar e conhecer. Das duas vezes que estive por lá, encontrei exposições que me agradaram, então entre! Seu dinheiro não será desperdiçado.

Museu Oscar Niemeyer - Tentando Entender de Arte
Os outros pontos turísticos, como Jardim Botânico, Bosque do Alemão, Parque Tanguá e Ópera de Arame são grátis.

Agora se sua visita a Curitiba for em um domingo faça questão de ir a Feira do Largo da Ordem, Chegue cedo e com disposição porque a feira é enorme, fique de olho e avistará uma Mesquita que vale a visita. A feira começa as 9h e finda as 14h.

Mesquita
Sobre a vida noturna, sou uma pessoa que gosta de lugares para se comer bem, então recomendo o Barba Hamburgueria, um ambiente em estilo "barco de pirata", animado e lotado, então chegue cedo para experimentar seus maravilhosos hambúrgueres. O preço é justo e nada exorbitante, vale pelo oferecido.
Outro local que indico é o Bar do Alemão com seu famoso Chopp Submarino. Só não espere um ambiente animado...kkk...recomendo improvisar sua própria cantoria para animar o local.

Barba Hamburgueria

A ultima dica, é sobre o translado aeroporto Hostel. Eu fiz de táxi quando cheguei e paguei os olhos da cara, sim os dois olhos!! Não cometa o meu erro! E isso em qualquer viagem, pergunte sobre os meios de locomoção antes de entrar no primeiro táxi.
Só depois de ter gasto R$75,00 até o Hostel eu descobri que existe um ônibus executivo que passa em diversos pontos da cidade a cada vinte minutos por R$13,00. Outra opção é o ligeirinho que sai por R$3,30. Usei este na partida e em uma hora estava no aeroporto.

Bem esse é fim desta viagem e já espero ansiosa pela próxima que desejo que seja em breve. Que Deus abençoe minha conta bancária!!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Manaus, Paraíso Natural e Gastronômico

Já faz algumas semanas que regressei de minha viagem a Manaus, mas só agora consegui me derramar nas palavras para contar sobre minhas experiências neste lugar ESPETACULAR, tanto pela grandeza de sua natureza quanto pela rica gastronomia.

Teatro Amazonas
Manaus é uma cidade fincada no interior da Amazônia e diferentemente do que muitos imaginam não é um lugar parado no tempo. Esta imensa cidade com seus mais de um milhão de habitantes possui avenidas largas e transito caótico. É de beleza natural riquíssima, mas também possui inúmeros shoppings com seus aparelhos de ar condicionado prontos a nos salvar das elevadíssimas temperaturas que ultrapassam os 40º no verão.

Ponte Rio Negro
Diante do clima extenuante desta cidade digo por experiência que se você for embarcar numa viagem para a linha do Equador leve junto de você muito protetor solar. Se prepare para alguns dias com sol e os outros dias com sol também! Lá as nuvens são raras e não existe brisa no final da tarde.
Leve roupas leves e frescas, mas não se esqueça de um casaquinho para ambientes fechados que são poderosos no ar refrigerado, e estando lá beba muita água, mas muita mesmo!!

Não deixe de visitar os pontos principais da cidade, como Teatro Amazonas, Mercado Municipal, Praia da Ponta Negra e Bosque da Ciência - INPA. Também não deixe de fazer um passeio pelo Rio Negro e veja o famoso encontro das águas do Rio Negro com o Rio Solimões.

Agora se você tiver disposição mesmo, vá além destes lugares e passeios e nade com os botos no passeio pelo Rio Negro, conheça o zoológico do CIGS-Centro de Instrução de Guerra na Selva, vá à praia do Sununga, visite ao menos uma cachoeira de Presidente Figueiredo  e tome um café no Café Regional da Priscila.

Presidente Figueiredo

Nucleo Indígena Dessana-Tukana

Margem do Rio Solimões

Entrada do Nucleo Indígena Dessana-Tukana
Agora, gastronomicamente falando, estando por lá coma no minimo uma vez um Tambaqui de banda, um sorvete de açaí com tapioca, suco de cupuaçu e algum doce da mesma fruta que é divina! Se avistar pelo caminho algumas feirinhas pela calçada, não exite em parar e experimentar cada uma das frutas da região e não volte de Manaus sem experimentar seu Tucumã com queijo coalho, o preferido no café da manhã dos manauaras pelo seu grande valor e energético.
Outro alimento muito regional e encontrado com os "bananeiros" em cada esquina é a banana pacovã. Ela é parecida com a banana da terra, mas não é igual. Se tiver por oportunidade coma a legítima pacovã, frita como um chips ou suculenta dentro de uma tapioca. Você não será mais o mesmo depois disso.
Nas feiras de rua coma também nossas frutas mais conhecidas como o abacaxi e a melancia. Te garanto que somente o nome é igual ao nosso porque o sabor... Esse é incrivelmente doce, como não encontramos por aqui em São Paulo.

Sorvete de Açaí com Tapioca do Bosque da Ciência INPA
Tapioca com Recheio de Banana Pacovã
Banda de Tambaqui de Presidente Figueiredo

Pirarucu Tira Casaca e Tambaqui no Cone do Restaurante Tambaqui de Banda da Praça do Teatro Amazonas
Abaixo listei os lugares/serviços para te auxiliar caso faça pousada em terras manauaras.

Cooperativa Especial de Serviços de Transporte e Turismo - Contato Sr. José (92)9133-8420 / 9171-7854 / 8115-5263 / 8133-6120 - O passeio de barco incluindo o encontro das águas, comunidade flutuante, pescaria de pirarucu, nado com os botos, aldeia indígena e almoço em restaurante flutuante saiu por R$150,00

Zoológico do CIGS - Valor da entrada R$5,00

INPA - Bosque da Ciência - Valor da Entrada R$10,00

Teatro Amazonas - Gratuito inclusive para espetáculos a noite. Chegue com antecedência para reservar lugar na fila.

Café Regional da Naiza (Antigo Priscila) - Bairro Parque Dez - (92)99295-9638

Tucunaré Turismo - (92)3234-5071 - www.tucunareturismo.com.br - Passeio de ônibus pelos principais pontos turísticos de Manaus no valor de R$60,00

Emporium Roma - Para os amantes de ingredientes culinários importados.

Shopping Manaura - Possui uma floresta de Buriti na praça de alimentação.

Mercado Municipal de Manaus.


Entrada do Emporium Roma
Buritis do Shopping Manauara

Mercado Municipal de Manaus
Agora, diante de tanta coisa a se fazer em Manaus, se você quiser uma recomendação de número de dias para se esbaldar nessa cidade eu diria que é de no minimo uma semana, mas se puder fique mais!! Eu estive lá por quinze dias e achei pouco, espero voltar para conhecer e aprender muito mais.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Não Sei Cozinhar!!... Mas com Amor é Possível!

As vezes as pessoas falam para mim "Paty, não sei cozinhar nada...Tem que ter talento para isso!", então eu digo que na verdade tudo o que se precisa é de amor.

E falo isso porque já vi muita gente que diz que não sabe cozinhar nada, mas então num belo dia me convida para uma visitinha em sua casa na qual sou surpreendida com uma refeição deliciosa.
Isso acontece porque para receber em sua casa, na ideia de oferecer algo agradável, você se dedica e faz tudo com carinho, atenção e tcharammm... Amor.
E olha que não estou falando em sofisticação não. Pode ser um pão com ovo! Se feito com amor vira o melhor pão com ovo do mundo.

Então para cozinhar não é necessário ser exímio manuseador de facas, nem o chef que prepara aquele prato cheio de ingredientes e detalhes que leva horas e horas no fogão. Para se cozinhar, como na vida, tudo o que se precisa é de amor.

A minha querida e inspiradora Cora Coralina já nos fazia observar que o ser humano nasce com a necessidade vital de alimento. Necessidade que muitas vezes colocamos em ultimo lugar de importância. Mas é essa necessidade vital que faz com que a cozinha seja feita para todos, sem distinção de idade ou sexo. Se alimentar faz bem e alimentar o outro é melhor ainda.

O meu conselho é para que você se arrisque. Faça um pãozinho com manteiga na frigideira, esquente um leitinho com chocolate e chame aquela pessoa especial para te fazer companhia. Faça com amor e será uma refeição incrível.


quinta-feira, 16 de julho de 2015

Carne Assada na Mostarda

Oiee Pessoal.
Espero que todos estejam bem, alegres e sorridentes, se arriscando na cozinha, nos artesanatos e nas artes pela casa.

Para hoje eu tenho uma receitinha de uma carne assada bem gostosa. Maminha assada na manteiga com mostarda. Vai por mim, fica muito bom!!



Quem já me viu cozinhar sabe que eu sou péssima na medidas. Minhas receitas saem "no olho" sabe?! Um pouquinho disso, outro tanto daquilo e tcharamm a comida surge.
O problema é que quando me perguntam "Qual a receita?" eu simplesmente não sei... E o pior é que se tento repetir a prato, não consigo nem fazer igual.
Mas para escrever aqui no Blog eu tenho que ter medidas e por isso tenho tentado prestar mais atenção ao que vou colocando e ao quanto vou colocando na panela. Mas está difícil viu...kkk

Mesmo assim, após essa minha confissão, não tenha medo!! Pode se arriscar a fazer essa carne que eu garanto que dá certo. Você vai ver que não tem segredo.

Ingredientes
1kg de maminha
2 colheres de óleo
4 colheres de manteiga
1 colher de mostarda dijon (se você não tiver a dijon pode usar a comum mesmo que também ficará ótimo)
Pimenta do reino a gosto
Sal a gosto

Primeiro tempere a peça de maminha com sal e pimenta. Nesse caso não tem medida mesmo porque vai muito do gosto de cada um. Uns gostam de comida bem salgada, outros não gostam ou não podem. Então use seu faro nesta hora, ok?!
Eu costumo dar umas furadinhas com uma faca na carne, só para pegar tempero no meio dela.

Depois em uma panela aqueça o óleo e coloque a maminha para que ela seja selada. Esse processo é feito para que se forme uma "casquinha" em volta de toda a peça e impeça que o suco da carne saia quando ela estiver assando e assim fique seca. Entendeu?!
Essa etapa é bem rápida porque a ideia é apenas dourar todos os lados da peça.

Feito isso, em um recipiente misture a manteiga e a mostarda até que forme um creme homogêneo. Passe esse creme por toda a carne que deverá ser colocada em uma assadeira. Cubra com papel alumínio e leve para assar por cerca de uma hora.

Após este tempo retire o papel alumio e deixe no forno até que fique bem dourada. Se tiver sobrado um pouco de manteiga com mostarda, nessa hora vale dar mais uma retocada na carne... Só para garantir o sabor.

Bem eu falei que não tinha segredo não é?! Mas tem sim!! E isso vale para todas as carnes assadas. Depois de pronto não corte imediatamente. Espere uns dez minutos para então fatiar. Com esse tempo de descanso fora do forno ela ficará muito mais suculenta.

Humm...

Espero que vocês façam aí na sua casa.
Beijinhos e até mais.

sábado, 4 de julho de 2015

Se Arrisque a Sonhar!

Engraçado como coisas simples são capazes de fazer uma diferença enorme na minha vida.

Quando que euzinha iria imaginar que um dia trabalharia fazendo meus docinhos, algo tão simples mas que fugia totalmente da minha vida real. Porque sonhar a gente sonha. Visualiza, coloca no papel, faz e refaz contas, arrisca alguns testes e pede opiniões, mas colocar em prática é outra coisa. Coisa para gente louca diriam muitas pessoas. Para quem não olha como a vida está difícil. 
Doce?!! Quem vai comprar? Imagina menina, vem para o mundo real e trate de voltar logo para atrás daquela mesa cheia de papéis porque lá é o seu lugar.
Ahh ouvi tanto isso! E se não foram com essas palavras só o olhar do individuo me fazia ler tudo isso em sua mente.

E é por isso que tenho um conselho para você que se arriscou a ler estas minhas humildes linhas... Não deixe o medo te impedir de seguir com seus sonhos e principalmente, não deixe que o medo do outro de paralise. Não tem coisa pior nessa vida do que o medo do outro. Esse é pior que o nosso próprio medo. 
Tudo que é novo e diferente do que já vivemos gera medo. Perfeitamente normal. Agora o que não é normal é deixar que isso faça seus sonhos ficarem adormecidos e pior ainda, gerar uma doença enorme na sua vida.
E só para constar, sonho é tudo aquilo vai além do que vivemos do contrário não seria sonho, mas sim realidade.

Incertezas sempre vão haver na vida. Não quero dizer que devemos ser insanos e agir sem responsabilidade. Não é nada disso! Mas conhecendo as consequências e estando pronto para elas, eu só tenho uma coisa a te dizer: Está com medo?? Vai com medo mesmo!!!


sexta-feira, 19 de junho de 2015

Bolo de Nutella com Dois Ingredientes

Hahá... Não é que ontem eu lembrei dessa receitinha MA-RA-VI-LHO-SA.

E hoje ela é dedicada a minha querida sobrinha do coração Mari.
E olha que vai sair uma excelente confeiteira aí viu. Criança linda já fazendo bolos!! E eu fico cheia de orgulho dela.

O único problema é que não encontrei nenhuma foto minha desse bolo de Nutella, então precisei recorrer ao salvador dos cozinheiros sem fotos... Google... Mas garanto Mari, a bolo fica igual ao da foto!!

Origem: www.megacriativo.com/30-receitas-criativas-para-bolo-de-nutella/

Caderno de receita na mão?! Então vamos lá!

Ingredientes
4 ovos grande ou extra grande
240gr de Nutella

Conselho muitíssimo importante: Sempre que for fazer bolos, use os ingredientes em temperatura ambiente. Então se os ovos ficam na geladeira, retire-os com uma hora de antecedência, assim sua receita não terá erro!

Comece aquecendo o forno a 205º. Bata os ovos na batedeira por cerca de 10 minutos. Você perceberá que se formará um creme com o triplo de volume.
Aqueça a Nutella no microondas por 10 segundos, para que ela fique bem molinha. Então incorpore-a ao creme de ovos DE-LI-CA-DA-MEN-TE. kkk... mas é delicadamente mesmo hein! Até que os dois ingredientes formem uma massa uniforme.

Para assar eu já usei dois tipo de forma. Uma retangular de 17,5x28,5cm e uma redonda de 22cm. A escolha é sua! O importante é ser uma forma pequena porque essa massa não rende muito.

Bem, unte a forma escolhida com manteiga e farinha, depois coloque a massa e leve ao forno por cerca de 30 minutos. Lembrando sempre que o tempo varia de forno para forno.

Quando você retirar do forno perceberá que o bolo terá crescido bastante, mas depois de um tempo a massa começa a minguar. Não se desespere porque é assim mesmo. Esse bolo fica bem fininho e cremoso.
Eu indico polvilhar açúcar ou colocar uma ganache por cima, ou ainda servi-lo quentinho com uma bola de sorvete... Ou se preferir sirva com tudo isso junto...huhuhu...

Então é isso. Receita moleza hein.
Mari faça na sua casa e depois me conta o resultado tá?!

Beijinhos no coração...

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Danoninho Caseiro



Faz danoninho para mim?!!
Ontem minha sobrinha pediu parecendo uma criança..kkk... E digo parecendo uma criança porque ela já tem 23 anos!
Mas quem foi que disse que tem idade para gostar de comer coisas gostosas? Ainda mais se nos remeterem direto a infância, não é verdade?
E como não existe essa questão de tempo ou idade, vou compartilhar minha receita que dá super certo e que pode ser servida na versão cremosinha ou como sorvetinho, versão que eu considero super fofa.


Então vamos lá!!

Ingredientes
2 latas de creme de leite sem soro
1/2 lata de leite condensado
1 pote de iogurte natural
1 envelope de Tang sabor morango

Coloque todos os ingrediente no liquidificador e bata bem até que fique uma consistência uniforme. Pronto!!

Hahá!! Achou pouco? Mas é isso mesmo, sem segredo.
Agora é só levar para gelar em recipientes de sua preferência, ou colocar em forminhas de sorvete e mandar para o freezer.

Gostou não é?! Então faça aí na sua casa e compartilhe com as amigas.

Beijinhos para vocês...

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Cora Coralina... Inspiração para Todos os Dias

Não cheguei a contar para vocês da minha nova e incrível inspiração encontrada no ultimo mês. O nome dela é conhecido e quase todo brasileiro já leu algum trecho de suas poesias espalhadas por esse mundo virtual. A encantadora Cora Coralina!
Confesso que eu era como muitos de nós e só a conhecia de "ouvir falar", nunca me informei muito sobre suas obras e sobre sua vida. Mas também, como os que buscam conhecê-la um pouco mais a fundo, eu fiquei irremediavelmente apaixonada por esta mulher, querendo ler suas poesias, contos infantis e biografia.




















Ela foi quase tudo!! Algumas das atribuições são: Doceira, poetisa, ensaísta, jornalista, empenhada nas questões politicas, livre de preconceitos e dedicada ao amor ao outro.
E eu que não sou nem um décimo das atribuições que ela possuía, mas que amo cozinhar e escrever, me senti identificada na pessoa da Cora, que para mim mais parece uma avozinha fofa que mora muito distante da minha casa, mas que manda seus recados para que eu nunca desista de sonhar meus singelos sonhos (loucura para muitos...uuuuhh)


Capa do livro que reúne poemas "de comer" da poeta e doceira Cora Coralina


Sou mais doceira e cozinheira
do que escritora, sendo a culinária 
a mais nobre de todas as Artes:
objetiva, concreta, jamais abstrata
a que está ligada à vida e 
à saúde humana.

(trecho do poema: Cora Coralina, Quem É Você?)












Bem, e inspirada pelo encontro promovido pelo Bola de Meia, "Chá com Cora", onde eu estive presente com meus humildes docinhos, surgiu um poeminha que eu não poderia deixar de compartilhar com vocês.
Mas antes de apresentá-lo aqui, eu também não poderia deixar de agradecer ao privilégio de ter ouvido a minha querida Giselle Lourenço lendo para nós em grande estilo a obra Meninos Verdes. Obra esta que indico que seja lida para e por todas as crianças desse nosso Brasil. Por ser lindamente enriquecedora merece e deveria ser acolhida e apoiada por pais e educadores.




Comida ou Palavras?

Quando eu penso na comida
Também penso nas palavras
Qual amor me vem primeiro?
O caderno ou as batatas?

Tem panela, tem fogão
Tem lápis, tem borrão
Com efeito e sentimento
Vou cozinhando o que escrevo.

Cada palavra vira comida
Cada degustação gera palavras
No amor por essa grande vida
Cozinho palavras para ser amada.

Será que me divido e amo tudo?
Ou será que não amo nada?
Na panela da escrita
Escrevo comida e isso me basta.

Por Patrícia Queiroz


terça-feira, 9 de junho de 2015

Sobremesa Refrescante - Gelatina no Melão

Eu sei que estamos entrando no inverno, mas a minha terra tem feito muuuito calor durante o dia. E por que não aproveitar estes dias quentes com uma sobremesa leve e refrescante hein?! Eu fiz na minha casa e adorei o resultado. Fica ótimo como sobremesa ou lanche da tarde, sem contar que a apresentação fica linda.


Então vamos ao ingredientes desta receita moleza.

1/2 melão
1 gelatina de morango

Retire a polpa do melão, pique em pedaços pequenos e reserve a casca. Você vai utilizar somente a metade disso, mas nada de desperdício, ok? O que sobrar você pode usar para fazer um suco ou colocar numa saladinha de frutas.
Bom, dissolva a gelatina como indicado no produto, junte os pedaços de melão e coloque tudo dentro da casca de melão reservada. Leve à geladeira até que esteja bem firme. Depois é só cortar e servir.

Fala a verdade, moleza não?!!
Espero que vocês façam em casa e garantam os elogios.

Beijinhos para todos.


segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dia de Fotos na Casa Azul

Hoje eu acordei feliz e sem palavras...

O dia de ontem foi incrível na presença das minhas duas grandes amigas/sobrinhas/filhotas. Hahá!! Sim sim, elas são tudo isso, cada uma três em um. E eu fico feliz e completa com na companhia delas.



O nosso domingo na Casa Azul  começou com um almoço vegetariano regado a muito molho e queijo, para que a Ludmila fizesse com estilo a sua despedida dos derivados do leite.

Mas não foi só isso!! Houveram muitos doces, novas experiências de sabores e fotos, muitas fotos.
A Lud arrebentou na criatividade das fotografias e a Vanessa nas poses e nos sorrisos, ainda que com doses de "tudo eu"...kkk... Mas valeu a pena e o resultado está ficando lindo.

As fotos?! Estão sendo postadas aos poucos, por isso não deixe de acessar a página do Facebook e de seguir a Menina no Instagram. E se prepare, porque tem muitas novidades por aí!!





Quer experimentar os doces da Casa Azul junto com uma xícara de chá?! Hein hein??
#venhaparacasaazul

Beijoooss

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Bolo de Coco com Calda de Frutas Vermelhas

Oi Pessoal.

Espero que estejam todos bem, se arriscando na cozinha, no artesanato e em outras coisinhas feitas com suas próprias mãos.

E como eu adoro compartilhar minhas experiências por aqui...O que vocês acham de um bolo fácil, fofo, aromático e de dar água na boca? Se gostou da ideia, então eu tenho a receita perfeita para você!

Aproveite que o final de semana já chegou, coloque a mão na massa e junte a família ao redor da mesa para curtir esse bolinho gostoso no café da tarde.


Esse bolo dá foto foi feito especialmente para a família da minha querida Angélica, e confesso que eu fiquei com medo de não agradar a criançada, mas não é que eles gostaram!! E eu fiquei toda orgulhosa de mim mesma. Feliz. feliz.

Vamos lá então?!!

Massa
3 ovos
1/2 xícara de açúcar
1 xícara de leite de coco
50 gramas de manteiga
1 1/2 de farinha de trigo
1 colher de sobremesa de fermento

Antes de começar a fazer a massa, coloque o forno para aquecer a 180 graus. Depois, em uma batedeira na velocidade máxima bata os ovos e o açúcar por 10 minutos.

Veja bem esse passo é muitíssimo importante!! Então não economize no tempo.

Enquanto a batedeira trabalha, aqueça o leite de coco com a manteiga até que ela esteja toda derretida. Após os rigorosos 10 minutos desligue a batedeira e acrescente o leite de coco com a manteiga, a farinha de trigo e o fermento. Ligue novamente a batedeira na velocidade minima e bata por 10 segundos.

Este tempo minimo também é muito importante que seja seguido a risca. Isso irá garantir que seu bolo fique fofinho e leve.

Coloque a massa em uma forma untada e leve ao forno.
Eu usei uma forma  de 20cm com furo que no meu forno assou em 30 minutos. Mas esse tempo depende de cada forno, então fique de olho para que não queime, ok?!

Calda de Frutas Vermelhas
100gr de polpa de frutas vermelhas
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de água
Suco de 1/2 limão

Coloque todos os ingrediente em uma panela e leve ao fogo baixo até que se transforme em uma calda grossa e espessa. Não é necessário ficar mexendo, basta deixar no fogo que a calda se resolve sozinha...ui... E lembre-se sempre: paciência é alma da boa comida. Nada de usar fogo alto para acelerar o processo. Quanto mais lentamente preparado, melhor o sabor do alimento.

Cobertura
Chantily (o suficiente para decorar)
Coco ralado (o suficiente para decorar)

O chantily que eu uso é o da marca Amélia, mas você pode usar o de sua preferência. Basta seguir as recomendações do fabricante que não tem erro.

Depois de assado o bolo, deixe-o esfriar e por fim é só partir para a decoração. 
Humm...Sucesso garantido.

Um grande abraço a todos e bom final de semana.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Sem Medo de Colorir Sua Casa

Boa tarde gente bonita!!

Este post é totalmente dedicado a você que tem medo de colorir sua casa. Sim!! Você que tem aquela casa tão linda, montada com todo carinho, onde houve seu tempo e dedicação para ler revistas de decoração, ir à lojas físicas ou à internet e passar horas escolhendo o armário, o sofá, as cadeiras da sala de jantar e todos os outros infinitos detalhes que a compõe. Enfim, para você que pesquisou, buscou opiniões e se empenhou, mas quando olhou o resultado final viu que a casa ficou linda... Lindamente em tons neutros.
Não que cores neutras não cumpram seu papel de estilo e beleza. Veja bem, não é essa a ideia. A questão a que me dedico é aquela que paira em muitas cabecinhas decorativas: "Eu queria tanto ter um item com cor diferente na minha decoração, mas não consigo sair do branco, bege, marrom e preto". Então se você já se pegou pronunciando essa frase, ou algo parecido, este post é para você!!

E para te ajudar vou usar eu mesma como exemplo. Para quem conhece meu pequeno apê, sabe o quanto ele é colorido. Costumo até dizer que ele é abusado no direito de ter cor.
Mas poucos sabem que a ideia inicial não era ter uma decoração assim. Eu gostava de cores mas também tinha um profundo medo de me arriscar. Toda vez que sonhava com o apezinho, pensava em tons mais escuros e muita madeira. Mas aí tudo mudou! Isso aconteceu quando conheci o Clay, dono da loja Balacobaco. Com ajuda dele todos os meus medos foram um a um batendo em retirada.

Com base nessa minha experiência de quebra de tabus, preconceitos e medos quanto aos itens coloridos elaborei os cinco pontos básicos que você deve ter em mente para mudar a cor da sua casa sem medo de ser feliz.

1º Ponto - Comece aos Poucos
Não é necessário se desesperar como se a possibilidade de colorir nunca mais fosse existir na vida. A calma é um ingrediente importante que determinará muito a sua forma de gerir a parcimônia na hora de fazer a escolha das cores certas para você e seu estilo de vida.
Comece com um pequeno item como uma luminária, uma mesinha de canto ou até mesmo um porta retrato. O importante é ir se acostumando com as novas cores e se fazendo intimo delas. Quando você menos esperar, perceberá que elas estão ali fazendo parte do seu dia dia e contextualizando com todo o restante da decoração.

2º Ponto - Tenha Uma Cor para Amar
Esta é uma das coisas mais importantes na hora de pensar na decoração da sua casa. Ame uma cor!
O fato de ter uma cor para chamar de sua fará com que você não sinta tanto receio em arriscar, porque no desejo de a ver todos dias e ainda poder receber elogios pela escolha te impulsionará a seguir em frente.
Para que você sinta mais motivação vou compartilhar a cor que eu desejava muito ter na minha casinha: O amarelo!! Tinha que ser uma porta, uma cadeira, uma mesa... qualquer coisa, mas tinha que ser amarelo. E não é que o amarelo veio?! O meu xodó mais querido, este lindo móvel coringa. Já foi armário de cozinha, e hoje ele se arranja como livreiro. Não fez feio, nem na cozinha nem no quarto/escritório.


3º Ponto - Faça o Ambiente Crescer
"A cor faz o ambiente crescer". Essa era a frase que o Clay sempre repetia quando o medo de arriscar aquela cor exuberante me afligia. E não é que ele tinha razão!
Depois de três anos morando no "apê color", os comentários que mais ouvi foi que ele não parecia ter apenas 48m². E realmente não parece. Isso sempre ficou óbvio para mim quando visitava meus vizinhos queridos morando no mesmo lay out. A cor fazia a diferença.
Então quando a insegurança bater lembre-se: "A cor faz o ambiente crescer".



4º Ponto - Livre-se dos Preconceitos
Muitas pessoas são preconceituosas quando o assunto é colorir, contudo o pior é quando descobrimos que nós próprios também somos. Isso acontece porque parece que decoração colorida é sinonimo de breguice. Mas não é! O que existe são gostos e estilos diferentes. Não adianta você usar azul, amarelo e vermelho se isso não combinar com você e com o restante dos habitantes da casa.
A minha casa é coloridíssima, tem pessoas que gostam e pessoas que não gostam, mas o importante é o quanto ela faz parte de mim e eu dela, e o quanto este ambiente me renova e faz feliz. Então o importante é encontrar um equilíbrio que se encaixe ao rol de habitantes do seu lar. Isso nunca será brega.

5º Ponto - Nunca é Tarde para Começar
Mesmo que você esteja finalizando a decoração do novo imóvel ou já possua uma casa toda montada, acredite, ainda existe espaço para colori-la. Isso pode ser feito através de um novo item ou repaginando algo que já faz parte do seu ambiente. Eu por exemplo acredito muito no poder da reciclagem. Algo já carimbado no ambiente que pode ganhar uma nova cara e uma nova cor.
Assim fica até mais fácil arriscar, porque o investimento será baixo e o resultado pode trazer transformações não só no ambiente como na sua forma de enxergar a decoração através das cores.
Então lembre-se sempre: Nunca é tarde para começar!

Espero que com estas simples sugestões você se empenhe e traga cor para o seu lar. Bora colorir!!


segunda-feira, 18 de maio de 2015

Eu voltei...

O tempo passou sem que eu percebesse, até que um dia o próprio tempo incumbiu-se de fazer-se percebido. É assim que as coisas funcionam, quando não paramos por nós mesmos de nossas correrias e anseios sem sentido algo maior nos faz parar e quando isso acontece, ou reconhecemos que os sonhos que ficaram para trás precisam voltar a ter vida, ou a nossa vida nunca volta e corremos o risco de passar o resto dela parados em nós mesmos... sem sonhos.

Bom mas chega de melancolia e vamos aos fatos.

A casinha tão sonhada chegou em forma de apartamento, e isso foi há três anos! Agora tenho muitas coisas a compartilhar de tudo que foi realizado, vivido e construído por aqui. Mas sem pressa! Vamos fazer isso curtindo cada momento, opss, cada postagem.

E para começar que tal uma poesia?! Pois é, a Menina descobriu um novo amor (na verdade se lembrou de um velho amor), as palavras.

-----
Passa carro, passa tempo
Passa espaço, passa vento
Passa gente, passa chuva
Passa a criança que mora na rua.

Passa primavera, passa verão
Passa calor, passa estação
Passa trem, passa novela
Passa a hora do dia da espera.

Passa gripe, passa doença
Passa tormenta, passa carência
Passa fome, passa frio
Passa a água que corre no rio.

Passa tudo, tudo passa
Passa nada, nada passa
Passa sem jeito, passa correndo
Passa vida, vida passa.
-----

É muito bom voltar para Casa.

Beijos no coração.