domingo, 26 de dezembro de 2010

Adote uma Criança Moçambicana!!

Oi genteee!

Que tal começarmos o ano sendo solidarios...Adote uma criança Moçambicana!!
Eu já adotei a minha! Essa quantia que para nós não paga nem um Mc Donalds para eles faz milagres.

Vamos lá!! Faça uma criança viver e sorrir!





Hou Hou Hou... Feliz Natal!!

Estou atrasada! Eu sei...

Feliz Natal!!!...Parabéns Jesus Lindo!!!

Me aventurei na cozinha...Nem acredito, ficou tudo lindo e gostoso. Acho que estou me descobrindo...Deve ser essa paixão por cozinha.
O problema é que não tenho maquina fotográfica, dependo da caridade do meu cunhado Alexandre. Ele fotografou QUASE tudo... ...esqueceu do bolo da vida, do peru, do creme de milho, etc...

Mas tudo bem, o espírito natalino perdoa tudo...hihihi...


Ahh! A ave vem temperada, mas vale fazer um reforço. Eu fiz uma pasta de margarina. alho, cebolinha, cheiro verde. Dentro da ave coloquei uma cebola com cravos e a banhei com suco de laranja.

Vamos lá. Tudo muito fácil!!

Creme de Milho

1 lata de milho
1/4 da lata de leite
1 cebola picada
1/2 caldo de legumes ou galinha
1 colher de sopa de margarina
nós moscada a gosto
creme de leite a gosto

No liquidificador bata o milho com o leite. Eu deixei alguns milhos inteiros...fica mais gostoso.
Numa panela refogue a cebola com a manteiga, acrescente a mistura de milho, o caldo de legumes ou galinha e a nós moscada. Aos poucos vá colocando creme de leite até que que fique na consistência desejada.

Farofa com Maracujá



300 gramas de farinha de milho
2 colheres generosas de margarina
1 cebola picada
1 calabreza picada
sal à gosto
pimenta à gosto

castanha de caju à gosto
polpa “com semente” de dois maracujás frescos







Pique a calabreza e frite. Escorra, reserve e descarte o óleo. Numa panela coloque a margarina e a cebola picadinha. Deixe fritar. Acrescente a farinha e mexa bem. Acrescente a calabreza, umas pitadas de sal, a pimenta e a castanha de caju. Mexa mais um pouco. Acrescente a polpa do maracujá e misture pra valer, até incorporar bem.

Farofa com Cenoura



300 gramas de farinha de mandioca
2 colheres generosas de margarina
1 cebola picada
1 calabreza picada
2 cenouras grandes raladas

100 gramas de azeitonas picadas
sal à gosto
azeite à gosto





Pique a calabreza e frite. Escorra, reserve e descarte o óleo. Numa panela coloque a margarina e a cebola picadinha. Deixe fritar. Com o fogo desligado acrescente a farinha de mandioca, a calabreza, as cenouras, as azeitonas, umas pitadas de sal e azeite à gosto.

Arroz com Champanhe



1 xícara de arroz cru
1 xícara de uvas verdes picadas
1 xícara de champanhe
castanha de caju à gosto









Faça o arroz como de costume. Depois de pronto em uma panela coloque todos os ingredientes, misture e leve ao fogo novamente para secara Champanhe.

Bolo da vida

Massa:
3 ovos (criatividade)
¾ xícara (chá) de açúcar (ternura)
¾ xícara (chá) de manteiga (compreensão) (150g)
1 ¼ xícara (chá) de farinha de trigo (força)
½ xícara (chá) de chocolate em pó (paixão)
1 colher (sobremesa) de fermento em pó (desenvolvimento)
1 colher (chá) de canela em pó (coragem)
1 colher (chá) de cravo em pó (perspicácia/dinheiro)
¼ xícara (chá) de frutas cristalizadas (fé) (45g)
¼ xícara (chá) de uvas passas escuras (paciência) (45g)
¼ xícara (chá) de cerejas vermelhas bem picadas (amor) (45g)
¼ xícara (chá) de damasco bem picado (luz) (45g)


Glacê de chocolate:
1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
6 colheres (sopa) de chocolate em pó
6 colheres (sopa) de leite de coco


Massa:
Numa batedeira coloque ovos e bata bem até ficarem esbranquiçados. Adicione açúcar e manteiga e bata bem.


Dica: Quando você colocar a manteiga, ficará com aparência de talhado, mas depois que colocar os outros ingredientes a aparência volta ao normal.

Desligue a batedeira e adicione farinha de trigo, chocolate em pó, fermento em pó, canela em pó e cravo em pó e misture bem. Acrescente frutas cristalizadas, uvas passas escuras, cerejas vermelhas e damasco e misture delicadamente. Transfira a massa para uma assadeira de bolo inglês (22cm X 11cm) untada e leve ao forno médio preaquecido a 180°C por cerca de 40 minutos ou até que enfiando um palito ele saia limpo. Deixe esfriar, desenforme e cubra com o glacê de chocolate.

Glacê de chocolate:
Numa tigela misture bem açúcar de confeiteiro, chocolate em pó e leite de coco e cubra o bolo depois de frio.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Inspirações de Cozinhas...

Eu sempre disse que adoro ambientes com cara de casa de vó. Não tem com evitar...tudo que tem aquele ar de aconchego, simplicidade, cores e cheirinho de coisa gostosa saindo do forno me deixam apaixonada e, por que não dizer, babando!!

Nas minhas buscas por inspirações, encontro muitas coisas legais e interessantes. Algumas não são a minha cara mas nem por isso deixam de ser dignas de elogios e, como diria minha ex-chefe "o que abunda não prejudica", vou postando todas essas maravilhas que encontro, afinal, são as misturas de detalhes que vão compor o meu próprio lugar...a minha cara!


Essa lindeza dispensa comentários!
  
Imagem: Paladar Apurado

Fiquei sonhando com uma parede dessas para escrever a inspiração do dia, recados...



Muita luminosidade!

Imagem: Paladar Apurado

Opss...Não me lembro onde peguei as imagens...A única referencia que tinha é "paladar apurado"...Perdão!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

"Família é um Prato Difícil de Preparar"

Fiquei admirada quando recebi este texto...por sinal de uma pessoa extremamente querida...Relacionar tão competentemente a arte de cozinhar com a arte de se formar uma família foi bélissimo.
Este texto estará em minha cozinha!!

De "O Arroz de Palma, de Francisco Azevedo.Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes.
Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo.
Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem,
devoção e paciência. Não é para qualquer um.
 
Os truques, os segredos, o imprevisível.
Às vezes, dá até vontade de desistir.
Preferimos o desconforto do estômago vazio.
Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre
o que se vai comer e aquele fastio.
 
Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito
de nos entusiasmar e abrir o apetite.
 
O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares.
Súbito, feito milagre, a família está servida.
 
Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto,
é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade.
Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo.
Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante.
Aquele o que surpreendeu e foi morar longe.
Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente.
 
E você?  É, você mesmo, que me lê os pensamentos
e veio aqui me fazer companhia.
Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo?
A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho?
Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo.
Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida.
Não há pressa. Eu espero.
 
Já estão aí? Todas? Ótimo.
Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada
e tome alguns cuidados.
Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola.
Não se envergonhe de chorar.
Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo.
De alegria, de raiva ou de tristeza.
 
Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco.
Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias,
que quase sempre vêm da África e do Oriente e
nos parecem estranhas ao paladar tornam a família
muito mais colorida, interessante e saborosa.
 
Atenção também com os pesos e as medidas.
Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre.
 
Família é prato extremamente sensível.
Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido.
Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional.
Principalmente na hora que se decide meter a colher.
Saber meter a colher é verdadeira arte.
Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família,
só porque meteu a colher na hora errada.
 
O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita.
Bobagem. Tudo ilusão.
Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini,
Família à Belle Meuniere; Família ao Molho Pardo,  em que o sangue
é fundamental para o preparo da iguaria.
 
Família é afinidade, é à  Moda da Casa.
E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.
Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas.
Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim
um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha.
 
Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo.
Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.
 
Enfim, receita de família não se copia, se inventa.
A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando
e transmitindo o que sabe no dia a dia.
A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta,
e outro aqui, que ficou no pedaço de papel.
Muita coisa se perde na lembrança.
Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu.
 
O que este veterano cozinheiro pode dizer é que,
por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família
é prato que você tem que experimentar e comer.
Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas.
Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana,
na louça, no alumínio ou no barro.
Aproveite ao máximo.
 
Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.
 

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Cozinha e mais Cozinha!!

Encontrei no site casa.com.br varia matérias sobre cozinhas pequenas...Tudo o que eu preciso!... E minha paixão a primeira vista foi por essa cozinha aí em baixo. Retrô...simplesmente linda e encantadora a idéia de retalhos na parede combindo com madeira. Não imaginava conseguir juntar esse estilo a um espaço pequeno sem deixa-lo carregado.


Imagem: casa.com.br
 Essa outra cozinha tem no piso ladrilho hidráulico....Confesso!! Até pouco tempo não sabia o que era isso...

Imgem: casa.com.br

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Hall de Entrada

Tenho sido perseguida por "hall de entrada"...Tenho visto em vários blogs e fiquei apaixonada pois são espaços realmente úteis e, porque não dizer, encantadores (apaixonei de verdade!!)...Mas a parte triste desta história é que meu futuro lar doce lar não tem hall de entrada...ohh céus!!


Imagem: Blog Toda Trabalhada na Decoração

Imagem: Blog Life Unstyled


Imagem: Blog A casa que minha Vó queria
Imagem: Blog A casa que minha Vó queria


Imagem: Blog A casa que minha Vó queria

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Cozinha!!

Ando com a sensação de que os dias andam mais curtos. Não tenho tempo suficiente para fazer todas as coisas que desejo...ufff...

Mas ultimamente também ando apaixonada por cozinhas...mesmo com preça e caindo de sono vou postar pelo menos uma que particularmente é a minha cara...afinal não posso correr o risco de esquecer nenhum detalhe para a mini cozinha do meu lar doce lar.

Imagem: Blog Achados de Decoração

























Quando tiver um tempinho a mais nesses corridissimos dias, comentarei sobre os blogs que ando visitando. Como tem coisa interessante espalhada por aí...e pessoas super dispostas a inovar!...O máximo!!